Arquivo para o mês de maio, 2010

Recurso contra multa é negado para a Celesc

Companhia deverá pagar R$ 1.618.843,56 por descumprir metas de programa de universalização ao acesso à eletricidade

Da Agência CanalEnergia, Negócios e Empresas
18/05/2010

A Celesc Distribuição (SC) terá que pagar uma multa de R$ 1.618.843,56 aplicada pela Superintendência de Fiscalização dos Serviços de Eletricidade da Agência Nacional de Energia Elétrica. A concessionária recorreu, mas teve seu pedido negado pela Agência. A penalidade foi aplicada contra a companhia devido ao descumprimento das metas dos programas de universalização ao acesso à energia elétrica. A decisão da Agência esgota a possibilidade de recurso da empresa na esfera administrativa.

Pedro Simon: ‘Congresso Eucarístico já faz primeiro milagre, a votação do Ficha Limpa’

Senador Pedro Simon (PMDB-RS), em discurso durante a homenagem ao 16º Congresso Eucarístico Nacional, afirmou que o CEN já está fazendo seu primeiro milagre: a votação do projeto Ficha Limpa (PLC 58/10 Complementar), que está na pauta da próxima quarta-feira (19) da Comissão de Constituição, Justiç a e Cidadania. O projeto veta a candidatura de pessoas condenadas pela Justiça, em decisão colegiada (por grupo de juízes), por praticarem crimes de corrupção, abuso de poder econômico, homicídio e tráfico de drogas.

A Casa vai aprovar o projeto Ficha Limpa, coisa que parecia impossível. A Câmara já aprovou – comemorou o senador, nesta sexta-feira (14).

O parlamentar afirmou que a família e a sociedade estão em crise e apontou como grandes males do país a impunidade, o “jeitinho” e as vantagens concedidas somente aos que têm dinheiro para pagar bons advogados, impetrando inúmeros recursos até os processos prescreverem.

– Enquanto presidentes de outros países são cassados por atos corruptos, aqui só ladrão de galinha vai para a cadeia – disse o senador, frisando que a impunidade tem que acabar, pois “o exemplo vem de cima”.

Simon também falou sobre a importância do Catolicismo em sua formação, dizendo que estudou em colégio religioso e que é o que é graças à Igreja e à educação religiosa. Ele mencionou a “grave crise” enfrentada pela Igreja Católica, em razão das denúncias de pedofilia, apontando-a como “a crise mais difícil depois de Lutero”. Para o senador, está nas mãos da própria Igreja encontrar uma saída.

Carros estão vulneráveis a ataques de hackers

Se a ameaça de hackers invadindo seu computador e seu telefone celular já não fosse o bastante, saiba que já é possível que pessoas mal-intencionadas tomem o controle do seu carro.

Cientistas demonstraram a possibilidade de assumir o controle do motor e dos freios de um carro em movimento, enviando comandos até mesmo pela internet.

Rede veicular

Pessoas bem-intencionadas já assumem rotineiramente o controle dos carros – para consertar os veículos mais modernos, os mecânicos precisam plugar um laptop em um conector apropriado, normalmente localizado sob o painel ou no compartimento do motor.

Com um software adequado, os mecânicos checam e ajustam a maioria das funções do carro. Da ignição aos freios, passando pelo motor e pela direção, cada sistema tem seu próprio microcontrolador. Mas como todos são interligados a uma mesma rede, todos podem ser acessados conectando-se a essa rede interna do veículo.

Tentativa e erro

Tadayoshi Kohno e Stefan Savage, pesquisadores das universidades de Washington e da Califórnia, respectivamente, agora demonstraram que é possível assumir o controle de todas as funções do carro mesmo sem dispor do software do fabricante.

Plugando o computador no soquete de dois automóveis ano 2009, cujas marcas não foram reveladas, os pesquisadores enviaram comandos aleatórios para a rede do carro e observaram os efeitos de cada comando.

Por tentativa e erro, eles conseguiram decifrar a linguagem usada para controlar os sistemas eletrônicos do veículo.

Hackeando um carro

Com o veículo em movimento, eles foram capazes de desligar o motor e desativar inteiramente os freios quando o carro estava a 65 km/h.

Os pesquisadores também conseguiram o oposto, travando repentinamente os freios do veículo em movimento.

Embora seja fácil ver um laptop embaixo do painel do carro, os pesquisadores afirmam que os mesmos resultados podem ser obtidos com um equipamento muito mais simples e menor, que pode ficar escondido sob o painel e ser operado remotamente.

Em outro experimento, eles tomaram o controle do carro usando um receptor sem fios e enviando os comandos pela internet.

Preocupação com a segurança

Segundo os pesquisadores, o objetivo do trabalho é demonstrar que a indústria automobilística precisa começar a se preocupar com a segurança dos seus carros, cada vez mais eletrônicos e, como tal, tão sujeitos a ataques quanto computadores e celulares.

O trabalho “Análise Experimental de Segurança de um Automóvel Moderno” será apresentado na próxima quarta-feira, dia 19, durante o IEEE Symposium on Security and Privacy, em Oakland, na Califórnia

Celesc muda prsidente do conselho de administração

O novo presidente do conselho de administração da Celesc foi empossado na última sexta-feira, 14 de maio. Derly Massaud de Anunciação, que é secretario estadual de Comunicação de Santa Catarina, faz parte do conselho desde maio de 2009. Ele foi eleito durante a assembleia geral ordinária de acionistas realizada em 30 de abril.

Além de Anunciação, assumiram postos no conselho: Andriei José Beber, Antônio Fernando do Amaral e Silva, Edimar Rodrigues de Abreu e Lírio Albino Parisotto, que substituem os conselheiros Glauco José Côrte, Alexandre Fernandes e Içuriti Pereira da Silva, representantes do acionista majoritário, e Lauro Sander, representante dos minoritários ordinaristas, indicado pela Previ.

Anunciação é formado em Administração de empresas e possui MBA em Direção Estratégica, Recursos Humanos e Desenvolvimento Empresarial, na Kellog Graduate School Of Management, em Chicago (EUA).

Regulador de tensão garante melhoria do fornecimento de energia para Jacinto Machado

Florianópolis, 10 de maio de 2010 – A ARCRI, por meio da sua Divisão Técnica (SPEN e SPOM), realizou melhoria no fornecimento à Cooperativa de Jacinto Machado – Cejama, por meio da instalação de um banco regular de tensão no alimentador EMO-01

Como a Cooperativa havia apresentado reclamações da qualidade da energia elétrica, a Agência instalou um registrador visando identificar os problemas relatados. Com as medições coletadas, foi possível identificar que o nível de tensão no ponto de entrega da cooperativa estava em desconformidade com as diretrizes técnicas: “Neste período, a situação se agrava devido à sazonalidade (colheita) da carga do alimentador EMO-01”, explica o chefe da ARCRI, Enaldo dos Santos.

Assim, foi realizado um estudo expedito e concluiu-se que a instalação do banco regulador de tensão era a solução tecnicamente ideal. “Em função da restrição orçamentária e da indisponibilidade de recurso imediato para aquisição do equipamento, foram remanejados alguns bancos de reguladores, disponibilizando assim três unidades e uma estrutura que estavam ociosas em outros alimentadores da Agência. Com isso, resolvemos o problema e melhoramos o fornecimento de energia elétrica para a Cejama”, afirma Enaldo.

Texto: Vânia Mattozo, com informações de Jaime Elias de Almeida/Mateus Becker Brum

Fotos: Mateus Becker Brum

CELESC pretende paralisar trabalhos na proxima semana

NOTISUL

Priscila Alano
Tubarão

Os funcionários da Celesc vão paralisar as atividades a partir da próxima quinta-feira por tempo indeterminado. A greve visa manifestar a contrariedade da categoria a eleição do novo presidente do conselho de administração da estatal. O governador Leonel Pavan (PSDB) indicou o nome dos sete representantes que o estado tem direito no órgão.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Energia Elétrica do Sul de Santa Catarina (Sintresc), Henri Machado Claudino, explica que uma das indicações do governador foi o nome do empresário Lírio Parisotto, um dos acionistas minoritários da Celesc (tem 12% das ações). “Nossa dúvida é se Lírio defenderá os interesses do estado ou dos acionistas. Ele pode chegar à presidência e a empresa tornar-se pública com domínio privado, o que não concordamos”, argumenta Henri.

Outro nome cogitado para assumir a presidência do conselho, formado por 13 membros, é do secretário estadual de comunicação Derly Anunciação. O pleito será na próxima sexta-feira. “A paralisação é para impedir que Parisotto seja eleito. Nossa luta é contra o ato do governador, que pode abrir mão do controle da Celesc”, defende Henri.

CEB prepara plano de R$132 milhões para distribuição

do site JORNAL DA ENERGIA

A CEB anunciou nesta quarta-feira (5/05) que vai se dedicar a nove projetos para a melhoria no sistema de distribuição de energia do Distrito Federal. O conjunto de obras emergenciais prevê o investimento de R$132 milhões e deve ser concluído até abril de 2011.

Segundo o diretor de comercialização, Carlos Leal, responsável pela coordenação do grupo, a força-tarefa foi estabelecida para promover as mudanças necessárias para atender o crescimento da demanda em um curto prazo. “Esse projeto não pode ser visto como mais uma tentativa. Ele precisa dar certo e vai dar certo”, enfatiza Leal, admitindo o “quadro de deficiências técnicas” da companhia.

O projeto prevê a atualização do sistema por meio de nove obras: três subestações, três linhas de subtransmissão e três melhorias na rede de distribuição. Leal garante que o desempenho da força-tarefa será monitorado diariamente. “Mapeamos todas as atividades que deverão ser executadas e teremos um controle mais eficaz das datas, prazos e responsáveis por cada um dos processos. Essa nova metodologia de trabalho vai garantir o empenho das á reas envolvidas e o comprometimento dos empregados para que possamos chegar ao resultado esperado. Tudo o que puder ser feito para agilizar, será feito”.

O grupo que compõe a força-tarefa é integrado por empregados das áreas de Obras, Licitação, Jurídico, Material e Assessoria que estarão engaja dos para agilizar os procedimentos e garantir a prioridade do projeto. “Não pode haver descrença. Precisamos acreditar que esse é o único caminho para garantir a concessão em 2015. Chegou o momento em que todos precisam, de fato, se dedicar para melhorar a empresa enquanto há tempo”, conclui Leal.

Norma permite retificar regime de tributação

PORTAL CLASSE CONTABIL

A Instrução Normativa n. 1.023, publicada no dia 13 de abril no Diário Oficial, abre a possibilidade de as empresas modificarem sua Opção para  Regime Tributário de Transição (RTT) em 2009, mesmo que a declaração do Imposto de renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) de 2008 não tenha seguido pelo regime.

O prazo para a alteração vai até junho. “Até então, a idéia é de que a Opção era irretratável, que não poderia ser retificada. Essa nova resolução pode ser interessante para as empresas que não fizeram a mudança anteriormente”, diz Claudio Yano, diretor de Assessoria Tributária da Ernst & Young.

Obrigatório a partir de 2010, o RTT surgiu em 2008, com a finalidade de manter a prática antiga para fins de imposto sobre o lucro diante das novas normas contábeis (IFRS). Sua normatização ocorreu em 2009 e dizia que as empresas poderiam optar pela entrega da declaração de Imposto de renda pessoa jurídica pelo RTT ou não para 2008  e 2009. “Uma das principais vantagens é que a empresa tem  neutralidade fiscal”, ressalta.

Ao optar pelo RTT a empresa pode ter de arcar com uma multa de R$ 5 mil. No entanto, o especialista ressalta que deve ser avaliado cada caso. “Há casos em que o benefício da dedução do ágio pode ser maior que a multa”, explica.

Energia super verde: hidrogênio é gerado com som e água

Redação do Site Inovação Tecnológica – 30/04/2010

Cientistas criaram um novo tipo de cristal que, quando mergulhado em água, absorve as vibrações do ambiente, criando fortes cargas negativas e positivas em suas extremidades.

As cargas elétricas são suficientes para quebrar as moléculas de água ao redor, liberando hidrogênio e oxigênio.

Energia verde

Parece bom demais para ser verdade: os cristais podem aproveitar uma espécie de poluição – o barulho e as vibrações das ruas e estradas, por exemplo – para gerar o mais verde dos combustíveis, o hidrogênio, que pode abastecer carros ou usinas elétricas liberando apenas água como resíduo.

“É uma espécie de almoço grátis,” explica o Dr. Huifang Xu, da Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos. “Você captura energia do ambiente da mesma forma que as células solares capturam energia a partir da luz do Sol.”

Efeito piezoeletroquímico

A fotossíntese artificial é um objetivo longamente perseguido pelos cientistas. Recentemente cientistas do MIT utilizaram até um vírus para quebrar as moléculas de água e gerar hidrogênio.

Xu e seus colegas adotaram uma via muito mais simples: eles geraram hidrogênio usando uma nova variedade de cristais piezoelétricos, materiais que geram energia quando pressionados e que estão sendo largamente estudados como uma forma de gerar eletricidade a partir do movimento.

Os novos cristais, contudo, feitos de óxido de zinco, foram projetados para operaram submersos, de forma que a eletricidade que geram, em vez de ser transportada por um fio, é liberada diretamente na água, quebrando as moléculas e liberando o oxigênio e o hidrogênio.

Os pesquisadores batizaram o novo fenômeno de efeito piezoeletroquímico.

Energia das vibrações

Ao crescerem, os cristais assumem a forma de finas microfibras altamente flexíveis. Uma vibração, oriunda de ondas sonoras, por exemplo, é suficiente para dobrá-las, fazendo-as gerar eletricidade.

Os pesquisadores demonstraram que vibrações ultrassônicas fazem as fibras piezoeletroquímicas curvarem suas extremidades entre 5 e 10 graus, criando um campo elétrico com uma tensão suficiente para quebrar as moléculas de água, liberando oxigênio e hidrogênio.

A taxa de eficiência das microfibras de óxido de zinco atinge 18%, medida em termos de sua capacidade de converter as vibrações em energia contida nas moléculas de hidrogênio produzidas. Os cristais piezoelétricos tradicionais apresentam uma taxa de conversão de 10%.

Para aproveitar as vibrações disponíveis em cada ambiente, basta crescer fibras de tamanhos variados, que se tornam sensíveis a frequências diferentes.

NF-e tem gerado problemas para os contribuintes

do site www.spedconsulta.com.br

Grande parte dos contribuintes baianos têm encontrado dificuldades para emitir a nota fiscal de serviços eletrônica (NFS-e). As principais queixas são erros técnicos e lentidão no sistema. Esse problema levou a Secretaria Municipal de Fazenda a contratar um novo link de 10Mb para melhorar o tráfego das informações.

Segundo a Sefaz, o sistema está enfrentando um fluxo de informações muito acima do previsto e esse fenômeno tem gerado uma sobrecarga inesperada. Com a implantação do novo link, a Secretaria de Fazenda espera aumentar a velocidade de conexão a um patamar que atenda plenamente à demanda.

Em entrevista ao jornal A Tarde, José Lúcio Cardoso, responsável pela NFS-e comentou o problema e prometeu soluções. “Dos 5 mil habilitados estimados para o programa, já estamos com 9 mil. Houve uma adesão em massa, superior ao previsto. Mas vamos ajustar os sistemas para atender com qualidade”, afirmou.